Este profissional de saúde ajuda a capacitar mulheres no noroeste da Síria - CARE

Este profissional de saúde está ajudando a empoderar mulheres em sua comunidade no noroeste da Síria

Foto: SRD / CARE

Foto: SRD / CARE

“Nossa sociedade precisa de mais mulheres líderes que possam desempenhar um papel na conscientização sobre os direitos e responsabilidades das mulheres”.

Farah *, 40, vive em um campo de deslocados em Idlib, na Síria, e estudou enfermagem para poder ser voluntária como trabalhadora de saúde e ajudar as pessoas em sua comunidade. Para desenvolver ainda mais suas habilidades, ela se juntou ao centro Balsam, operado pela Syria Relief and Development, uma organização síria e parceira da CARE no noroeste da Síria, para aprender sobre violência baseada em gênero e adquirir habilidades de computador e da língua inglesa.

Ela desempenha um papel ativo na conscientização sobre os direitos das mulheres e a violência de gênero em sua comunidade. Por meio de seu trabalho, ela influencia uma ampla rede social dentro do acampamento e da comunidade anfitriã ao redor.

“A dura experiência pela qual passei me motiva a me comprometer em ajudar a orientar as mulheres a serem ativas em sua sociedade e a permanecerem seguras”, diz Farah. “Procuro libertar as mulheres de todas as restrições que as sobrecarregam e incentivá-las a compreender e obter seus direitos, enquanto aprendem e trabalham para se tornarem membros ativos em suas comunidades. Além disso, meu objetivo é eliminar todas as formas de violência contra as mulheres ”.

Meu objetivo é eliminar todas as formas de violência contra as mulheres.

Farah

Farah acredita que as mulheres estão em melhor posição para compreender e defender os direitos das mulheres. Ela espera ver mais líderes femininas que apóiem ​​e lutem pelos direitos das mulheres.

“Nossa sociedade precisa de mais mulheres líderes que possam desempenhar um papel na conscientização sobre os direitos e responsabilidades das mulheres. Com essas lideranças, os diferentes componentes da sociedade se complementariam ”, afirma. “Um bom líder deve ter integridade, ser bem lido e bem informado, autoconfiante e dominar a arte da persuasão.”

Farah imagina um mundo igual que “floresce e se estabiliza quando as famílias vivem em amor e paz, livres de todas as formas de violência e exploração”.

* Nome foi alterado