Reuters: Enquanto milhões enfrentam a fome, as mulheres correm o risco de comer por último e menos - CUIDADO

Reuters: Enquanto milhões enfrentam a fome, as mulheres correm risco de comer por último e menos

LONDRES, 18 de novembro (Fundação Thomson Reuters) - Com milhões à beira da fome em quatro países, as mulheres e meninas serão as mais atingidas devido às crenças culturais e aos impactos econômicos do COVID-19, disse a instituição de caridade CARE na quarta-feira.

A pandemia de coronavírus pode quase dobrar o número de pessoas com insegurança alimentar aguda para mais de 270 milhões até o final de 2020, disse a Organização das Nações Unidas esta semana, com a fome se aproximando em partes do Iêmen, Sudão do Sul, Burkina Faso e Nigéria.

Leia o artigo completo na Reuters