CARE abre centro de isolamento COVID para refugiados Rohingya - CARE

CARE abre centro de isolamento de 40 leitos para refugiados de Rohingya enquanto surgem casos de COVID em Bangladesh

Foto: Zia Naing, fotógrafa Rohingya, para o NRC

Foto: Zia Naing, fotógrafa Rohingya, para o NRC

A organização humanitária CARE está abrindo um centro de isolamento COVID de 40 leitos em um campo de refugiados de Rohingya em Cox's Bazar, Bangladesh, em 1º de agosto de 2021. Com o país atualmente sob o mais severo surto de COVID desde o início da pandemia, e as enchentes de monções forçando muitos Refugiados Rohingya para abrigo em instalações comunitárias, o centro chega em um momento crítico.

Ram Das, Diretor Adjunto de País - Humanitário da CARE Bangladesh, disse: “As necessidades são enormes e o centro de isolamento nos permitirá isolar casos leves do resto da comunidade nos campos densamente povoados”.

O centro de isolamento incluirá dormitórios separados e bem equipados para pacientes masculinos e femininos, banheiros e espaços de banho separados, bem como eletricidade solar, disponibilidade 19 horas por dia de médicos e ambulâncias, medicamentos gratuitos, suporte de oxigênio e um COVID -19 instalação de coleta de amostra. O centro fornecerá três refeições diárias aos pacientes. Pessoas com sintomas leves de COVID-19 serão encaminhadas para o centro de isolamento das várias unidades de saúde nos campos. A CARE monitorará casos suspeitos e leves de COVID-XNUMX no centro de isolamento vinte e quatro horas por dia, enquanto os casos moderados e graves serão encaminhados a instalações médicas avançadas para tratamento.

A voluntária de saúde Yeasmin, uma mulher Rohingya que mora no campo, disse: “O centro de isolamento será bom para nós. Nos campos, muitas pessoas vivem juntas em pequenos abrigos. Se algum membro da família estiver infectado pelo coronavírus, o isolamento não é possível. O centro de isolamento ajudará as pessoas a ficarem separadas de suas famílias. Se encontrarmos uma pessoa infectada, iremos encaminhá-la para o centro para um melhor tratamento. ”

Ramesh Singh, Diretor de País da CARE Bangladesh, disse: “Este centro de isolamento irá percorrer um longo caminho para preencher uma lacuna crítica nos serviços nos campos, dada a transmissão crescente de COVID.”

Fundada em 1945, a CARE é uma das maiores e mais antigas organizações de ajuda humanitária que luta contra a pobreza global. A CARE tem um foco especial em capacitar e atender às necessidades de mulheres e meninas e na promoção da igualdade de gênero e trabalha em 100 países ao redor do mundo. 

Para maiores informações:
Rachel Kent
Assessoria de imprensa sênior da CARE
Rachel.Kent@care.org