CARE responde à resolução da ONU sobre violência sexual - CARE

CARE responde à resolução da ONU sobre violência sexual

Sobrevivente de GBV que fugiu de Boko Haram no Nordeste da Nigéria. Foto: Josh Estey / CARE
Sobrevivente de GBV que fugiu de Boko Haram no Nordeste da Nigéria. Foto: Josh Estey / CARE

WASHINGTON (24 de abril de 2019) - A organização humanitária e de desenvolvimento global CARE emitiu a seguinte declaração em resposta à resolução da ONU sobre violência sexual em conflito.

David Ray, vice-presidente de política e defesa da CARE USA, disse:

“A votação de ontem significa que o Conselho de Segurança das Nações Unidas não reconhece direta ou indiretamente que sobreviventes de violência sexual têm direito a serviços de saúde sexual e reprodutiva. Isso não é uma questão de opinião - esses são os fatos. A CARE sabe muito bem que qualquer esforço abrangente para combater e enfrentar a violência sexual deve incluir serviços essenciais de saúde reprodutiva. A votação de ontem terá implicações diretas para os serviços disponíveis para mulheres e meninas que precisam urgentemente de assistência. Não podemos permitir que esta resolução estabeleça um precedente tão perigoso que enfraqueceria mulheres e meninas e negaria seus direitos. A regressão global desses direitos deve preocupar a todos nós.

Simplificando: os direitos reprodutivos são direitos humanos.

Devemos aos sobreviventes da violência sexual em conflito mais do que o resultado da votação de ontem. A CARE está ao lado de todos os sobreviventes de violência sexual em conflito enquanto procuram os serviços de que precisam para garantir sua saúde e bem-estar.

Conflitos armados, desastres naturais e mudanças climáticas costumam ter o maior impacto sobre os países mais pobres e menos desenvolvidos - e, por sua vez, sobre as populações mais vulneráveis ​​desses países, especialmente mulheres e meninas. A proteção de mulheres e meninas em emergências é crucial para fazer avançar seus direitos e derrotar a pobreza em todo o mundo. ”

SOBRE O CUIDADO
Fundada em 1945 com a criação do CARE Package®, a CARE é uma organização humanitária líder no combate à pobreza global. A CARE dá ênfase especial ao trabalho ao lado de mulheres e meninas porque, equipadas com os recursos adequados, elas têm o poder de tirar famílias e comunidades inteiras da pobreza. É por isso que as mulheres e meninas estão no centro dos esforços comunitários da CARE para enfrentar a fome, garantir nutrição e segurança alimentar para todos, melhorar a educação e a saúde, criar oportunidades econômicas e responder a emergências. Em 2018, a CARE trabalhou em 95 países e alcançou mais de 56 milhões de pessoas em todo o mundo.

Contato com a mídia
Nicole Ellis, + 1-202-560-1791, nicole.ellis@care.org