Atualização da crise na Ucrânia: 25 de abril de 2022 - CARE

Atualização da crise na Ucrânia: 25 de abril de 2022

O boletim de 25 de abril relata como as doações estão fazendo a diferença para aqueles que precisam de ajuda devido ao conflito na Ucrânia. A CEO da CARE, Michelle Nunn, e três membros do conselho visitaram a região fronteiriça, onde os refugiados ainda atravessam em grande número, bem como as operações da CARE Polônia em Varsóvia.

Baixar (Inglês)

Relatórios Relacionados

Mulheres na última milha

Como os investimentos em igualdade de gênero mantiveram os sistemas de saúde em funcionamento durante a COVID-19 Mesmo antes da COVID-19, os investimentos em sistemas de saúde – e especialmente nas trabalhadoras de saúde – eram muito baixos. Em 2019, o mundo tinha uma lacuna de 18 milhões de trabalhadores da saúde. Dois anos e 15 milhões de mortes depois, temos pelo menos 26 milhões de profissionais de saúde a menos do que precisamos. Isso nos deixa severamente despreparados para futuras pandemias e outros grandes choques no sistema de saúde, incluindo conflitos e mudanças climáticas. Devemos investir em sistemas de saúde que não apenas atendam às necessidades de hoje, mas que também sejam resilientes diante de choques futuros. A preparação para a pandemia requer igualdade de gênero: reconhecimento igual, apoio e remuneração justa para TODOS os profissionais de saúde. Globalmente, 70% dos profissionais de saúde são mulheres, mas metade do seu trabalho não é remunerado. Devemos fazer mais para apoiar esses profissionais de saúde. Os vislumbres de sucesso no COVID-19 se basearam em investimentos anteriores em mulheres profissionais de saúde, suas habilidades e igualdade nos sistemas de saúde. Investimentos pré-existentes em igualdade ajudaram os sistemas a responder ao COVID-19. O aumento dos investimentos criará uma melhor resiliência para as crises que virão. Saiba Mais

Saiba Mais

CARE, Nossos Parceiros e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Desde 2015, a CARE acompanha as métricas de impacto de acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Em 2021, a CARE mudou para 30 indicadores de impacto para a Visão 2030 da CARE, ainda alinhados com os ODS. Os ODS representam um compromisso coletivo e global com um mundo transformado. É justo que uma organização como a CARE também seja responsável por demonstrar como seu trabalho contribui para esses objetivos compartilhados em direção a essa visão coletiva. Entre 2015 e 2021, a CARE e nossos parceiros contribuíram para a mudança global para 161 milhões de pessoas em 83 países. Usamos a palavra “contribuições” deliberadamente: em todo o nosso trabalho, a mudança acontece por meio de esforços combinados de muitos atores diferentes, incluindo sociedade civil e movimentos, governos e setor privado. Nossos programas são apenas alguns dos fatores que contribuem para esses impactos e resultados. Saiba Mais

Saiba Mais

Hesitação de Vacinas e Acesso a Vacinas na Tanzânia com Agentes Comunitários de Saúde

Desde setembro de 2021, a CARE Tanzânia trabalha como parceira do Governo da Tanzânia para melhorar o acesso às vacinas em todo o país. O apoio logístico da CARE ajudou o governo a cobrir áreas geográficas grandes e carentes. Para aumentar a aceitação da vacina, a equipe da CARE também contratou Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) locais para abordar equívocos sobre vacinação e desenvolveu ferramentas aprimoradas de comunicação em saúde e gerenciamento de dados. Com esses novos recursos, esses profissionais de saúde na linha de frente colocaram em prática duas novas estratégias. Primeiro, a vacinação COVID-19 agora está integrada a outros serviços básicos de saúde nas instalações locais. Em segundo lugar, os ACSs estão agora realizando ações direcionadas informadas por preocupações locais para abordar a hesitação em vacinas em mulheres e crianças. Agora, não apenas as vacinas estão sendo fornecidas, mas os ACS confirmaram que as mulheres aumentaram sua aceitação das vacinas. Saiba Mais

Saiba Mais