OIKKO - Melhorando os direitos trabalhistas no setor de vestuário - CARE

OIKKO

Descrição

OIKKO, que significa “unidade” em Bangla, foi um projeto de três anos que visava abordar a influência limitada que a sociedade civil teve sobre a conformidade legal, o respeito pelos direitos dos trabalhadores e as condições do local de trabalho no setor de confecções. O projeto contribuiu significativamente para a melhoria das condições para as trabalhadoras, tanto na comunidade quanto no local de trabalho, ao abordar as questões que estavam afetando suas vidas. A negociação coletiva, a negociação e a resolução de problemas melhoraram significativamente por meio da OIKKO.

A OIKKO trabalhou com 40 sindicatos / federações para fortalecer suas atividades de divulgação e aumentar a participação das trabalhadoras nos grupos. Durante o período do projeto, os sindicatos alcançaram cerca de 38,000 trabalhadores de confecções (RMG) por meio de programas de extensão, e mais de 22,800 trabalhadores foram motivados a aderir.

O projeto levou à formação da Plataforma da Sociedade Civil OIKKO (CSO), que funciona como um grupo de defesa e lobby no setor. A plataforma OIKKO CSO usou as conclusões do projeto OIKKO sobre leis trabalhistas e salários dignos para defender as questões dos trabalhadores em nível nacional.

Os funcionários se beneficiaram de melhores salários, compensação, bônus e condições de trabalho

Mulheres trabalhadoras de confecções levantaram demandas em ambos os locais de trabalho pela primeira vez

Conquistas do projeto

  • A OIKKO teve sucesso em influenciar 13 tipos diferentes de atores sociais, que vão desde indivíduos, como membros da EKATA e membros da comunidade do sexo masculino, a grupos de indivíduos, como grupos da EKATA e proprietários de casas, a organizações individuais, como fábricas.
  • Na avaliação do projeto, 17 resultados forneceram evidências claras de que as mulheres que trabalhavam no setor de confecções levantaram demandas nos locais de trabalho e nas comunidades - pela primeira vez ou de uma forma significativamente nova - pelo menos em parte por causa da OIKKO. Esses resultados são significativos, pois os trabalhadores muitas vezes desconhecem seus direitos ou não querem ou são incapazes de fazer demandas baseadas em direitos ao seu empregador.
  • Doze das reivindicações das trabalhadoras da RMG resultaram em respostas dos responsáveis ​​(autoridades locais, prestadores de serviços, etc.).
  • Vários trabalhadores assumiram papéis de liderança organizando e representando outros trabalhadores, o que não haviam feito anteriormente. Esse surgimento de novos líderes operários foi fundamental para a obtenção de uma série de resultados.
  • Quatro dos resultados beneficiaram vários funcionários - em um caso, mais de 400 - com melhores salários, remuneração, bônus e condições de trabalho.

A importância da OIKKO

Os grupos EKATA (Empowerment, Knowledge and Transformative Action) são um modelo único desenvolvido e testado pela CARE Bangladesh. Os grupos recebem nove meses de engajamento sobre direitos e habilidades para a vida, que apoiam as mulheres no desenvolvimento de planos de ação coletivos para resolver as questões que as afetam. A pesquisa da CARE para este projeto concluiu que a abordagem EKATA, combinada com o apoio aos sindicatos, é mais eficaz do que o treinamento no apoio ao empoderamento do trabalhador.

Recursos

Avaliação de colheita de resultados de OIKKO (Unidade): Bangladesh

OIKKO foi um projeto de 3 anos realizado pela CARE Bangladesh com o apoio da CARE Áustria, para promover a implementação dos direitos trabalhistas fundamentais no setor de confecções em Bangladesh.

Leia o relatório sobre as avaliações da CARE

Resumo de Aprendizagem OIKKO

Em 2018, a estratégia Made by Women da CARE encomendou uma avaliação de colheita de resultados para ajudar a compreender a gama de resultados alcançados pela OIKKO. Este resumo de aprendizagem descreve as principais descobertas e lições aprendidas.

Saiba Mais