Coalizão dos setores público e privado lança ODS500 - CARE

Coalizão dos setores público e privado lança ODS500, uma plataforma de investimento de $ 500 milhões inovadora para acelerar o progresso em direção aos ODS

DAVOS (22 de janeiro de 2020) -

  • SDG500 é uma plataforma pioneira de investimento multimilionário, dedicada a ajudar a alcançar os ODS.
  • A plataforma de investimento usará dívida e capital para preencher a lacuna de financiamento entre o estágio inicial e o estágio de crescimento de centenas de empresas em mercados emergentes e de fronteira.
  • Os parceiros da coalizão incluem: Fundo de Desenvolvimento de Capital das Nações Unidas, Centro de Comércio Internacional, Fundo Internacional para Desenvolvimento Agrícola (IFAD), CARE, Smart Africa, Stop TB Partnership e Bamboo Capital Partners. O Laboratório do BID do Banco Interamericano de Desenvolvimento é uma parte interessada.

Uma coalizão de organizações dos setores público e privado, incluindo entidades das Nações Unidas, organizações não governamentais e uma empresa de capital privado, anuncia hoje o lançamento do ODS500 - uma nova plataforma de investimento para ajudar a alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Esta plataforma de investimento de US $ 500 milhões é a primeira de seu tipo dedicada a ajudar a alcançar os ODS. SDG500 oferecerá uma exposição a seis fundos subjacentes diferentes. Cada um desses fundos é ou será administrado pela gestora de ativos de impacto Bamboo Capital Partners.

Os fundos usarão dívida e capital para investir nos estágios Seed, Série A e Série B em centenas de empresas em mercados emergentes e de fronteira. O ODS500 visa abordar a lacuna de financiamento 'intermediário ausente' que afeta os empreendedores nesses mercados, onde o crescimento é restringido pela falta de acesso a financiamento subsequente.

Os fundos serão direcionados a negócios nos setores de agricultura, finanças, energia, educação e saúde na África, Ásia, América Latina e nas regiões do Caribe e Pacífico. Haverá também um enfoque de gênero e alguns dos fundos investirão especificamente em negócios que capacitem e forneçam empregos para mulheres.

Cada um dos fundos que compõem a plataforma SDG500 inclui uma camada catalítica de primeira perda projetada para encorajar e proteger as tranches seniores de financiamento. Os patrocinadores iniciais das camadas catalíticas dos fundos do ODS500 incluem a União Europeia, o Grupo de Estados da África, do Caribe e do Pacífico, os governos de Luxemburgo, Togo e Tunísia, CARE e a Aliança para uma Revolução Verde na África.[1]

Os seis fundos subjacentes são: o Fundo ABC, um veículo de investimento de impacto voltado para pequenos agricultores e pequenos e médios agronegócios em países em desenvolvimento; BUILD, um fundo de renda fixa voltado para empresas em estágio inicial nos países menos desenvolvidos; o CARE SheTrades Fund, um fundo de lente de gênero que usará dívida e capital para investir em negócios na Ásia; BLOC SmartAfrica e BLOC Latin America, fundos de capital de risco voltados para empresas de tecnologia na África, América Latina e Caribe, respectivamente; e HEAL, um fundo de capital de risco que investe em negócios de tecnologia da saúde em mercados emergentes e de fronteira.

A lacuna de financiamento para atingir os ODS nos países em desenvolvimento é estimada em US $ 2.5 trilhões por ano. Para alcançar os ODS até 2030, são necessárias soluções de financiamento mais inovadoras e sustentáveis. O lançamento da iniciativa será anunciado na “Mesa Redonda SDG500” que acontece hoje em Davos, paralelamente à Reunião Anual do Fórum Econômico Mundial.

Contato com a mídia:

Vanessa Parra, vanessa.parra@care.org, +1 917-525-0590 (NYC)

Sobre SDG500:
O SDG500 é uma plataforma de investimento de impacto que combina parceiros dos setores público e privado, incluindo entidades das Nações Unidas, organizações não governamentais e uma empresa de capital privado, para catalisar investimentos que ajudarão a alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A plataforma levantará US $ 500 milhões para centenas de empresas em mercados emergentes e de fronteira. O SDG500 oferecerá uma exposição a seis fundos subjacentes direcionados a negócios nos setores de agricultura, finanças, energia, educação e saúde na África, Ásia, América Latina e regiões do Caribe e Pacífico. Tem um enfoque de gênero e alguns dos fundos investirão especificamente em negócios que capacitem e forneçam empregos para mulheres. A estrutura de financiamento combinado dos fundos subjacentes do SDG500 é projetada para catalisar e diminuir o risco de financiamento adicional de investidores institucionais, a fim de fazer uma contribuição significativa para alcançar os ODS até 2030.
[1]A União Europeia, a Aliança para uma Revolução Verde na África, o Grupo de Estados da África, do Caribe e do Pacífico e o Governo de Luxemburgo se comprometeram a financiar a primeira camada de perdas do Fundo ABC, que foi iniciado pelo FIDA em parceria com eles . Os governos do Togo e da Tunísia se comprometeram com a primeira perda do Fundo BLOC SmartAfrica. A CARE se comprometeu com a primeira perda do Fundo Care-SheTrades. Esses três fundos fazem parte da plataforma SDG500.